28 outubro 2013

Bill Watterson


Ao invés de falar dos meus personagens de quadrinhos preferidos porque não falar de quem sou grata, o criador deles? Acredito que todos conhecem Calvin e seu fiel tigre de pelúcia estimação, Haroldo, nem que só tenha lido nas provas da vida ou nos livros de português. Quem os criou foi William B. Watterson II, ou Bill Watterson.

Ele nasceu em 1958, em Washington D.C., graduou-se em artes com ênfase em ciências políticas em 1980. Começou como cartunista num jornal da faculdade. Trabalhou também durante um tempo no Cincinnati Post, fazendo charges políticas.
Ele começou com Calvin e Haroldo somente em 1985, quando criou sua primeira tirinha da dupla, essa que lhe rendeu dois prêmios. Bill Watterson teve influências de Charles Schulz (Snoopy), Walt Kelly (pogo) e George Herriman (Krazy Kat). Os quadrinhos eram publicados em jornais e o autor sempre lutou contra a pressão de editores para comercializar seu trabalho, algo que ele achava que iria "diminuir" sua tira. Ele se recusava ( e ainda recusa) a comercializar suas criações, alegando que colar imagens de Calvin & Hobbes em canecas, adesivos e camisetas à venda desvalorizaria os personagens e suas personalidades. Também recusou-se a permitir que fossem feitos versões animadas da tira,como desenhos animados e longas; costumava criticar Jim Davis pelas versões animadas de Garfield. Watterson sempre lutou que seus personagens não caíssem nas armadilhas do capitalismo.

O autor acha que "os melhores quadrinhos expõem a natureza humana e nos ajudam a rir da nossa própria estupidez e hipocrisia" e sempre que possível, buscava colocar em suas tiras seus interesses, valores e pensamentos. Seus quadrinhos eram como uma espécie de autorretrato.
Enfim, em 1995 ele decidiu para de criar Calvin e Haroldo, tendo assim durado apenas 10 anos e mais de 3.000 tirinhas. Hoje elas são reunidas em diversos livros.



"Eu sempre adorei quadrinhos. Com Calvin e Haroldo, eu tentei devolver um pouco da diversão, magia e beleza que desfrutei em outros quadrinhos. Foi imensamente satisfatório desenhar Calvin e Haroldo e eu sempre serei grato em ter tido a oportunidade de trabalhar nesta maravilhosa forma de arte." 

Desde que se aposentou, tem-se dedicado à pintura, mantém-se longe das vistas do público e recusa-se a dar autógrafos ou a licenciar seus personagens, mantendo-se fiel aos seus princípios.



Obs: Sobre a caneca, eu enviei a imagem para uma casa de brindes e eles imprimiram na caneca. E o Haroldo de pelúcia fui eu que fiz, que aprendi a fazer neste site. Nenhum dos dois itens estão sendo comercializados.

Referência: Depósito do Calvin

Beijos 
Amanda

4 comentários:

  1. Nossa Amanda que história linda, a qualidade da caneca é incrível,e você costura muito bem, parabéns, vou entrar neste site :)
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Tanto a caneca, quanto o Haroldo ficaram lindos!

    ResponderExcluir